quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Descubra a solteirice que há em você!

A crônica de hoje fala sobre uma das melhores coisas da vida: a solteirice! Entraremos hoje no mundo daqueles que apreciam a sensação de estarem livres, que vivem bem com o descompromisso e que levam a vida "soltos", como o próprio termo "solteiro" remete. Desta vez, cantaremos juntos aquele "xa la la la la la" do "sou praiero, sou guerreiro, tô solteiro, quero mais o quê?".

Ok, eu sei que nem tudo na vida é festa, principalmente quando se trata de relacionamentos. Muitas vezes o status de solteiro não é bem recebido por alguns que preferem tratar essa bendita condição como um calvário de Sexta-Feira Santa. Muitos enxergam a solteirice como uma forma de solidão ou como um jeito de estar desesperado por um relacionamento.

Logo, pensando bem sobre o tema, percebi que existem mais tipos diferentes de solteiro do que bombons numa caixa de Especialidades Nestlé. Enquanto uns aproveitam a vida de solteiro à procura de alguém, outros fazem dela um escudo para se defender de qualquer tipo de relacionamento. Uns amam tanto a solteirice que não a querem deixar de jeito nenhum, enquanto outros a abominam tanto que mal veem a hora de estarem engajados numa relação de uma vez!

Para minha surpresa, a condição do "ser solteiro" se apresentou diante dos meus olhos com um fascinante laboratório dos relacionamentos humanos. Não que eu seja o Dr. House, mas observando solteiros e solteiras que andam por aí, descobri várias características, sintomas e causas da solteirice. Aliás, investigando sobre o fenômeno (nossa, como estou científico hoje!) encontrei tantos perfis de solteiros que daria para fazer uns dez reality shows diferentes.

Então, em primeira mão, o Dr. Apêndice traz a vocês uma lista com diferente tipos e patologias de solteiros. E antes que vocês me perguntem o motivo de escrever sobre tipos de solteiros antes de tipos de casais, eu explico (ou enrolo) o seguinte: para se conhecer num relacionamento, você deve antes saber bem que tipo de solteiro você é. Assim, vamos deixar os diferentes tipos de casais para próxima crônica. Ok, então vamos lá! Pensem que estão assistindo a Discovery Channel e tentem descobrir os tipos de solteiros que há em vocês...

OS TIPOS DE SOLTEIROS

1. Solteiros desconfiados (ou "os decepcionados"): esse tipo de solteiro já levou tanto "na cara" em relacionamentos passados, que após um conjunto de decepções ficou mais desconfiado que o Noé quando viu um casal de cupins entrar na Arca. Ressabiados, e às vezes frios e endurecidos pelas desilusões que passaram, esses solteiros não se abrem mais com tanta facilidade para as chances de se envolverem com outras pessoas. Assim, a solteirice não é bem uma opção - é mais uma forma de proteção. Às vezes podem parecer um tanto pessimistas, pois acreditam que, como eles mesmos gostam de dizer, "os relacionamentos não dão em nada..."

2. Solteiros com assuntos pendentes (ou "os esperançosos"): são aqueles que ainda estão ligados emocionalmente a um relacionamento passado, e portanto vivem na esperança de que a pessoa por quem ainda estão pendentes volte, ou então, que ela desapareça de seu coração de uma vez. Muitas vezes deixaram assuntos mal resolvidos e enquanto eles não resolverem (ou não desistirem mesmo!), seguirão solteiros sem perspectivas de uma nova relação. Quando se envolvem com alguém normalmente é algo superficial e passageiro, até mesmo porque a criatura não para de falar do(a) ex!

3. Solteiros convictos (ou "os anti-relacionamentos"): fogem de relacionamentos como o diabo foge da cruz. Na realidade, esse tipo não consegue se imaginar em um envolvimento mais sério com uma outra pessoa de jeito nenhum. Os motivos pelos quais agem dessa maneira são variáveis e incertos, mas é inegável que eles sofrem de um certo "ateísmo romântico". Anti-relacionamentos acham namoros desnecessários, pois gostam da liberdade de escolha e do descompromisso. Casar? Nem em outra vida. Dessa maneira, a solteirice não é apenas uma opção para esse tipo: é uma convicção quase que fanático-religiosa. Gostam do estilo em que vivem e acreditam na premissa do "solteiro sim, sozinho nunca."

4. Solteiros caçadores (se dividem em dois tipos - "atiradores de elite" e"metralhadoras"): para os solteiros que estão na caça, a vida é uma selva. Assim, esses tipos aproveitam sua solteirice entrando de cabeça no jogo da sedução. Flertar, seduzir e conquistar se torna mais divertido do que efetivamente encontrar um novo relacionamento. No entanto, seus tipos se diferem bem quanto aos seus métodos. Os "atiradores de elite" são mais seletivos. Na caça, observam bem seu alvo antes de dispararem suas artimanhas de conquista, normalmente bem pensadas e adequadas. São reconhecidos pela qualidade de suas caças e não pela quantidade. Já os "metralhadoras" não estão nem aí para o lado em que atiram, sendo que no que acertarem, já era! Preocupam-se mais com a quantidade de pessoas que conseguirem, pouco se importando com a qualidade delas. No entanto, em ambos os casos de solteiros caçadores, uma hora a munição acaba, sendo que aí eles viram alvos fáceis de serem abatidos por um novo relacionamento.

5. Solteiros "tudo é festa": um pouco diferentes dos solteiros caçadores, essa classe acha que tudo é motivo de farra, gandaia e oba-oba! Na realidade, esses solteiros se preocupam mais em curtir o fato de estarem livres e desimpedidos do que propriamente sair por aí caçando outras pessoas. Assim, o importante mesmo é estar no meio do agito, fazendo festa com os amigos e enchendo a cara sempre que quiserem! Normalmente são do tipo que precisam de um relacionamento para se acalmarem, caso contrário, tudo vai virar farra com a galera, desde uma balada até uma ida ao dentista para extrair um dente.

6. Solteiros por falta de opção (ou "os encalhados"): aqui a questão é mesmo a má e velha falta de sorte. Normalmente são pessoas que não tem outra alternativa a não ser esperar pela boa vontade do destino, pois nada do que eles fazem muda muito sua situação. Como baleias encalhadas à deriva, ficam aguardando por uma equipe do Greenpeace para resgatá-los. Além disso, eles podem não ser do tipo atrativo ou interessante, ou não terem nada mesmo que faça a diferença para enfim sairem dessa situação. Para eles, a solteirice pode ser uma bela merda. Muitos tem baixa auto-estima o que complica ainda mais seus casos. A máxima do "sapato velho para um pé torto" é mais que uma esperança para eles: é uma libertação.

7. Solteiros inconscientes (ou "os penitentes"): um tipo complicado de solteiro, pois os que se encaixam nessa categoria costumam ainda ter um namoro ou uma relação que já venceu o prazo de validade. Assim, socialmente eles carregam seus relacionamentos como uma espécie de penitência, tudo em nome do medo de ficarem sozinhos. Dessa maneira, em seus inconscientes, eles estão solteiros, pois o relacionamento que vivem já acabou. Conscientemente, preferem viver uma mentira ao invés de encarar o mundo da solteirice de novo.

8. Solteiros esquematizados (se dividem em dois tipos - "repetecos" e "pseudo-polígamos"): pode-se dizer que esses tipos vivem em um estado de pseudo-relacionamentos, pois eles costumam levar seus envolvimentos com uma ou mais pessoas um pouco mais adiante, porém sem assumir compromisso algum. Solteiros esquematizados são aqueles que sempre que querem tem alguém à disposição. No caso dos "repetecos" trata-se sempre da mesma pessoa. Vivem no limiar entre a solteirice e o relacionamento, e por algum motivo a coisa não engrena. Assim seguem teoricamente solteiros e livres. Os "pseudo-polígamos" vivem na prática algo que socialmente seria quase impossível ou condenável: a poligamia. Recebem o título de solteiros, quanto na realidade eles estão envolvidos com várias pessoas ao mesmo tempo, chegando a agendar turnos e dias alternados para seus encontros. Os dois tipos de solteiros esquematizados são uma mistura de equilibristas com malabaristas, pois fazem truques dignos de circo para conseguirem estar "com" e "sem" alguém ao mesmo tempo. E falando em circo, muitas vezes quem fica com eles acaba fazendo o papel de palhaço(a)...

9. Solteiros "que não sabem ser solteiros" (ou "os desiludidos"): para esse grupo, solteirice é uma coisa vazia ou que já perdeu toda a graça. Ao contrário da maioria dos solteiros, eles não saem por aí caçando ou se divertindo, pois isso já não faz mais sentido para eles. Muitas vezes estão arrasados por um relacionamento passado, e a ficha de que estão de volta ao mundo da solteirice ainda não caiu. Por isso, tudo o que esse tipo deseja é um relacionamento sério, um alguém para viver uma vida sossegada novamente, comendo pizza aos sábados à noite e assistindo Faustão aos domingos de tarde. Porém, enquanto esse dia não chega, eles(as) ficam suspirando pelos cantos, enchendo os ouvidos de todo mundo com resmungos "de como não aguentam mais a solteirice" e repetindo várias vezes o seu desejo obsessivo de ter um(a) namorado(a).

10. Solteiros "há vagas": como os desiludidos, os solteiros dessa categoria estão à espera de um relacionamento sério pois preferem viver um compromisso. No entanto, ao invés de ficarem por aí reclamando da solteirice, os solteiros "há vagas" arregaçam as mangas e vão à luta. Estar solteiro para eles, é estar disponível no mercado atrás de uma relação. Mobilizam tudo o que podem para saírem da situação de solteiros: usam sites de relacionamentos como se fossem catálogos, vão a lugares frequentados por outros solteiros e ainda tiram os amigos para casamenteiros. Só não penduram uma placa de "há vagas" no pescoço por detalhe. Sempre que conhecem uma pessoa nova, já fazem conjunturas pensando nas possibilidades da pessoa em questão se converter em um relacionamento sério.

11. Solteiros sem expectativas (ou "os que não vão para frente nem para trás"): um tipo similar aos solteiros "há vagas", mas bem menos desesperados. Esses solteiros normalmente são pessoas com vários atrativos, mas que se veem numa situação na qual as opções disponíveis no mercado não lhe agradam muito. Para eles, "pessoas interessadas" não é o mesmo que "pessoas interessantes". Às vezes eles podem parecer seletivos demais, mas por outro lado, eles realmente não conseguem se interessar por ninguém. Sem grandes expectativas, eles travam, e "não vão para frente nem para trás". O jeito é esperar até as ofertas melhorarem ou os seus padrões caírem...

12. Solteiros por falta de tempo (ou "os ocupados"): parecido com os solteiros sem expectativas, pois eles também "não vão para frente nem para trás", mas é devido às suas ocupações, sejam elas com estudos, trabalhos, viagens, etc. Para eles, solteirice não é realmente uma opção, é uma consequência de estarem envolvidos com outras coisas e de não terem tempo para se arranjarem.

13. Solteiros "bicho do mato": um tipo chato de solteiro. Vivem reclamando que não conhecem ninguém, que não namoram e etc, mas também não fazem nada para mudar isso. Às vezes sofrem da "síndrome da ostra", se entocam em casa, sendo que ninguém consegue tirá-los de lá. Vivem inventando desculpas esfarrapadas, como a morte do periquito de estimação só para não terem que ir àquela festa e saírem de casa. Por vezes, depois de muita insistência dos amigos, eles finalmente saem da toca, mas aí é uma desgraça. Reclamam de tudo, ficam numas de "quero ir embora" o tempo todo e amarram a cara feito uma criança de castigo. Quando milagrosamente aparece alguém disposto a conhece-los, são mestres na arte de serem desagradáveis com a criatura interessada e afastá-la, seja por sua típica cara de ânus ou por suas grosserias e impaciência. Quando questionados sobre o porquê eles destratam todo mundo que se aproxima, continuam a inventar desculpas, só que agora pondo defeitos na pessoa! Enfim, haja saco para aguentar os solteiros "bicho do mato"!

14. Falsos solteiros (ou "os infiltrados"): esses chegam ao ponto de mentir (principalmente para si mesmos) que estão solteiros só para continuarem agindo como se fossem livres e desimpedidos, a despeito de estarem em um relacionamento. Em outras palavras: são pessoas comprometidas que se infiltraram no mundo dos solteiros. Em meio ao grupo de amigos, os falsos solteiros dizem que estão livres, ou então que seus relacionamentos "estão por acabar". Dessa forma agem como querem, fazem festa e caem na pegação, mas sempre voltam para seus compromissos os quais estranhamente são bem duradouros e consistentes. Os falsos solteiros não devem ser confundidos com os solteiros esquematizados pois ao contrário desses, eles vivem um relacionamento real e recebem o rótulo de compromissados. Ninguém entende como a outra pessoa, suporta a situação do(a) namorado(a) sair por aí vivendo uma vida de solteirice, mas certamente o peso dos chifres já não lhe incomoda mais...

15. Solteiros por um dia: pertencentes ao "casal vai e volta" (que você irá conferir na próxima Crônica do Sr. Apêndice), essas criaturas vivem desmanchando seus namoros por qualquer coisa besta e reatando logo em seguida. Dessa maneira, conseguem viver um ou dois dias como solteiros e graças a esse interlúdio, tiram uma casquinha da solteirice antes de retornarem aos seus relacionamentos. Desconfia-se que o motivo pelo qual o casal acabe e volte a toda hora seja justamente para poderem viver um ou dois dias "oficiais" de solteiros...

16. Solteiros "clube dos solteiros" (ou "capitão do time dos solteiros"): esse tipo de solteiro é uma espécie variante do solteiro "tudo é festa", só que seus sintomas são um pouco diferentes. O que importa para eles é a amizade acima de tudo, e ser solteiro é uma forma de aproveitar a vida e fazer festa com os amigos. Um solteiro pertencente a esse tipo costuma se comportar como um "capitão de time de futebol", pois o que importa mesmo é ter todos os seus amigos jogando unidos pelos campos da solteirice. Assim, sempre que ele sente que um amigo está indo jogar no "time dos casados", ele usa de suas táticas e faz o possível para que o colega não abandone o seu time! Na verdade, o plano desses solteiros é formar um "clube dos solteiros", onde o grupo de amigos não se envolva seriamente com outras pessoas e permaneça assim por muito tempo. Suspeita-se que o "capitão do time dos solteiros" teme muito a solidão ou nunca vai crescer mesmo, por isso fica apavorado em perder seus amigos e suas épocas de farra para a seriedade dos relacionamentos. O irônico é que se um "capitão" se envolve em um relacionamento antes de seus amigos, ele faz de tudo para arranjar relacionamentos para seus companheiros também. Assim, em breve, ele poderá mandar no "time dos casados"...

17. Solteiros com o passe desvalorizado (ou "os por baixo"): houve um tempo em que eles estavam no topo - eram desejados por quem eles desejassem. Quando queriam, não tinham o menor problema em se envolver com alguém, e caso fosse de sua vontade, arranjavam um relacionamento ao estalar de seus dedos. Só que o tempo passou, o dólar caiu e o mercado de ações apontou que o passe dessas criaturas está em baixa. E o pior: a velha e boa fase pouco adianta nesse período de seca, sendo que a solteirice agora não é mais tão divertida quanto antes. Agora esses solteiros vivem numa fase "braba", onde estão matando "cachorro a grito" e torcendo para que a bolsa de valores se estabilize...

25 comentários:

  1. Sou uma solteira um pouco desconfiada de tanto que levei na cara; um pouco sem expectativa, pois as ofertas do mercado não estão lá essas coisas e, outro pouco de repeteco, afinal sempre tem aquelas ofertas que merecem uma segunda chance. A esperança é a última que morre, ora bolas! Depois de um tempo, os aspectos bons daquele relacionamento passado quem sabe agora podem superar os ruins. A partir daí, começa aquele rolo onde ninguém assume nada, tem medo de assumir e continua com o status omisso no Orkut, a princípio a solterisse permanece.

    Uma libriana não ia se identificar com apenas um perfil! iauheiuaheiua

    Ótimo o texto como sempre Sr. Apêêêêndice! Beijo!

    ResponderExcluir
  2. hahahaha muito bom! Fato é que todos dizem ser solteiros bem resolvidos até vir o friozinho na barriga do amor e deixar todo mundo com cara de bobo rindo à toa por aí.
    Duvido que alguém não tenha passado por várias fases. Como ariana mandona e perfeccionista acho que no início do namoro bati o pé um pouco como atiradora de elite, com algumas ressalvas e mais foco, claro. Não por menos, ao encontrar o mais perfeito entrei pro time dos casais com um enorme sorriso no rosto.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, muito bom, muito bom!!! Um dos melhores textos Sr. Apêndice! Reconheci vários perfis, todos descritos com muita fidelidade. Adorei os desiludidos e ri muito com os "bicho do mato". Tenho várias amigas que são bem assim, para quem vou ter que mandar teu texto. Cheguei atá a descobrir que eu já fiz parte de um esquema de um solteiro esquematizado! Vê se pode...
    O meu tipo de solteira acho que está agora entre o o "sem expectativas" e o "de passe desvalorizado", porque vou te contar, o mercado tá ruim, hehehehe...

    Parabéns pelo texto, muito divertido e bem escrito com sempre! Estou ansiosa pelos tipos de casais! Um beijo Sr. Apêndice

    ResponderExcluir
  4. Sr. Apêndice fez minha insônica virar diversão!!! AUHEUIAHEUAHEUAEHAUEHUAEHUAE
    Ai rindo demaaaaaissss!!!! Ceerto que eu sou dos tipos 5, 10, 11 e 12!!!

    Muito booom! Parabéns pelo texto Dr. Apêndice! Bjs :)

    ResponderExcluir
  5. - greicy.ps: Sim, era evidente que uma libriana não iria se contentar com apenas um perfil de solteirice, hehehe... Mas essa é a ideia mesmo, pois duvido que alguém nunca tenha passado por pelo menos dois desses tipos! Agora, essa do status omisso do orkut foi uma que eu esqueci! Realmente, quando ninguém coloca nada no orkut, significa que alguém ali não quer perder os benefícios da solteirice. Não escancarados pelo menos, hehehe... Muito obrigado pela leitura, libriana! Gosto muito do teu ponto de vista por aqui! Beijos

    - Larissa: Ah, com certeza Larissa! Ser solteiro bem resolvido é fácil até o momento que o friozinho da barriga do amor chega, e deixa todo mundo... desestabilizado! Hehehe... Todo mundo passou por vários perfis, tenho certeza, mas tu, como ariana mandona, tinha certeza que algo de "atiradora de elite" tu realmente terias. Afinal, ariano adora escolher. Ou pelo menos pensar que escolheu, hehehehe... Muito obrigado pela leitura e pelo comentário! Beijos

    - Luciana Mello: Muito obrigado mesmo pela leitura e pelo elogio! Fico bem feliz quando o pessoal indica meus textos, por isso espero que ajude com tuas amigas "bicho do mato", hehehe... E pelo visto reclamar do mercado é algo que se confirma mesmo para os solteiros sem expectativas, aheuaheiuae... Mais uma vez, muito obrigado e pode aguardar pelos tipos de casais pois o texto já está sendo produzido! Beijos

    - Isabella Maciel Heemann: Valeu mesmo Compotinha! Beijos :D

    - Carol: Que bom que a tua insônia virou diversão por causa do meu texto! Ahueahiuaehae... Agradeço mesmo a leitura e o comentário! Beijos :)

    ResponderExcluir
  6. aiiiin... sou uma solteira com asuntos pendentes pq td q eu faço eh esperar!!!!! :P
    eu ate posso ficar com outros, mas quem eu quero nao me quer :(
    adoreeeeeei esse post!!!! bjs ^^

    ResponderExcluir
  7. Nunca havia pensado que os solteiros com assuntos pendentes poderiam ser "os esperançosos". Para mim, eles sãos verdadeiros penitentes...

    Parabéns por mais esse ótimo texto!

    ResponderExcluir
  8. hahah interessante as classificações, embora não tenha achado uma de acordo para mim quando não estava namorando xP

    Mas, fazendo um comentário geral: para mim o que é realmente importante é se sentir bem com a própria companhia. Sendo casado(a),namorando ou estando solteiro(a). Porque não existe coisa mais chata do que gente que não se tolera e precisa de alguém só para disfarçar essa intolerância né.

    Continuo te acompanhando senhor apêndice ;D heheh
    bj bj

    ResponderExcluir
  9. Sr Apêndice!
    Sempre surpreendendo mais e mais...

    Fantástico seu texto. Belas classificações... embora eu tenha me identificado com alguma coisinha aqui, outra ali... acho que o meu perfil é o "Solteira sem expectativa".... pois, como vc deve se lembrar da minha biografia, as opções no mercado não está láaaaa essas coisas! rs
    E os poucos que aparecem, dentro do meu perfil, geralmente não acham que sou o perfil deles... é complicado! rs

    Muito bom mesmo! Parabéns!
    Beijos, Amanda Ramalho

    ResponderExcluir
  10. Já fui um pouco de todos esses aí. Agora, com certeza estou em outro tipo que faltou aí "solteira divorciada"... rsrsrsrs

    Um abraço.

    Clarissa

    ResponderExcluir
  11. Nossa! Eu ri muito lendo essa crônica! Me encaixei nuns três tipos de solteiros kkkkkk Vou ficar aqui esperando ansiosa pela próxima crônica!

    Bjo! =*

    ResponderExcluir
  12. - val: Não se preocupe, Val. Solteiros com assuntos pendentes são mais comuns do que você imagina, hehehe... Muito obrigado pela leitura! Beijos

    - Lisa Franco: Um bom ponto de vista, Lisa! obrigado por ler o blog! Beijos

    - Pricilla Farina Soares: Ahhhh, Pri esse é o segredo da coisa, mas que poucas pessoas conseguem entender: estar bem consigo mesmo, independente da situação de relacionamento. E mais: se você não se achou num perfil de solteirice, quem sabe tu não se acha em um de casais na próxima crônica? Muito obrigado pela leitura e pelo comentário. Fico muito feliz em saber que tu continua me acompanhando, hehehe.. Beijos

    - Amanda Ramalho: Acho que realmente não há definições plenas para todo mundo (isso seria impossível) mas como tu disse, a gente se descobre um pouquinho em cada perfil, hehehe... Mesmo assim, realmente, pelo o que li no teu blog, "solteira sem expectativa" se encaixaria legal em ti, haha! Fico sem palavras para agradecer teu elogios, e muito feliz por tu ler o blog! Muito obrigado! Beijos

    - Anônimo (Clarissa): É faltou um solteiro divorciado mesmo, hehehe.. Muito obrigado pela leitura! Beijos

    - Eliz...: Muito obrigado pela leitura e por ter se divertido com ela! Espere mesmo pelos tipos de casais! Acredito que tu vai se divertir também, hehehehe... Beijos

    ResponderExcluir
  13. Muito solteiro pra nada, fala sério! Gostei de nenhum deles... hauhaushuahs

    ResponderExcluir
  14. Olá..de acordo o post, enquadro-me no "solteiro, tudo é fsta", com variância para "solteiros por um dia"..no meu caso, há mais dias..mais pertencente ao casal vai e volta..haha que aguardarei na próxima crônica.
    Parabéns tu é o cara!!
    bjão

    ResponderExcluir
  15. - Rosana Tibúrcio: UAIhuiehuahuiehae... Fazer o quê? É a vida, é a solteirice... aheuahe... Beijos e valeu pelo comentário e pela leitura :)

    - Anônimo: Então espere os casais, porque assim como tu varias entre teu tipo de solteiro, talvez aconteça o mesmo com o tipos de casais! Muito obrigado pela leitura e pelo comentário! (mas fiquei curioso para saber quem és!) Beijo

    ResponderExcluir
  16. Sr. Apêndice , ou melhor Dr. Apêndice ( depois dessas analises todas só chamando de Doutor ) ... Incrivel , quando acho a maioria dos blogs sem graça , ou repetitivos , faço uma visita aqui e me encho de esperança em relação a criatividade alheia! Tu és uma das minhas leituras favoritas ( sem essas viadagens de puxa saquismo ) ... E não me canso de ler e reler esse titulo de " Sr, Apêndice" , seguido da descrição , sem me repetir , dizendo que é genial!
    Bom , finalmente em relação ao texto ( fora de série mais uma vez ) ... Acredito que eu seja uma solteira , de alma! Mesmo namorando ha anos , guardo em uma dessas gavetas secretas da mente , uma solteirisse aguda... Mas , no sentido de procurar uma individualidade , uma liberdade , um papo sincero comigo mesma ... De procurar a Leticia que existe no casal ( é a minha forma saudavel de permanecer "livre" e não atrelada à uma serie de convençoes impostas por sei la quem quando se trata de relacionamentos ) .. Acho que falei demais!
    Ah , preciso te agradecer pelos comentarios queridos la no blog , um bjao! Estarei sempre por aqui !

    ResponderExcluir
  17. Ah lembrei de um outro comentario que preciso fazer ... Sempre quando " te leio" , penso : "Bom , dessa vez é impossivel ele escrever algo diferente e tão ou mais genial quanto , impossivel se superar dessa vez" .. E ai , eu volto aqui , leio novamente tuas linhas , e quebro as pernas ... Obrigada por me fazer desconfiar e depois me fazer acreditar no "impossivel se superar" .. Agora sim , falei demais de verdade! Um bjo!

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Acho que sou mesmo é uma "comprometida curiosa", pois não pude perder teu texto por nada quando vi o título, muito sugestivo.
    Adorei de verdade, mas não posso dizer que me identifiquei.. Mesmo assim mais uma vez parabéns pelo blog e pelas postagens cada dia mais geniais.
    Fazia algum tempo que eu não passava por aqui, mas confesso que não esperava menos dos últimos textos, hehe. Beijo (ah, e desculpa pelo comentário excluído acima, mas resolvi modificar após ter postado)

    ResponderExcluir
  20. Genial!!! Me achei ali no meio xD
    Não perco por nada a próxima! o/

    ResponderExcluir
  21. - Letícia M.: Sinceramente, eu fiquei sem palavras diante dos teus elogios que nenhum agradecimento poderá se equiparar a eles. Por mais que tenhas exagerado um pouquinho (não me acho tão genial como dizes), fiquei realmente muito envaidecido pelo comentário. Tanto que sempre que vou escrever, me inspiro neles para tentar melhorar meus textos. Muito, mas muito obrigado pelo apóio e por ler meu blog. Realmente, não tenho mais palavras para expressar minha gratidão! Obrigado, e acompanhe o blog sempre que possível, pois tentarei sempre escrever crônicas que façam sentido para ti. Beijos

    - A.SFo.: Muito obrigado pelo comentário, e pelos elogios! Uma "comprometida curiosa"? Isso me inspirou para futuras crônicas, hhehhe... Beijos

    - Anne: Muito obrigado por comentar! Beijo

    - Ellen: Muito obrigado! Um beijo

    - Marta Zielke: Obrigado pela leitura Marta! Um beijo e já podes ler a nova crônica

    ResponderExcluir
  22. Muito bom esta crônica Sr. Apendice! Realmente, seus textos são muito criativos e fora de série. Parece que você já viveu vários séculos para saber tão bem como detalhar o tema escolhido para a crônica.
    *não vou mentir, também me encaixei em um destes tipos de solteiros, uma mistura de sem expectativas + falta de tempo.

    Muito obrigado por mais um texto! Abraço!

    ResponderExcluir

Fala que o Sr. Apêndice te escuta...