segunda-feira, 10 de maio de 2010

"Teu mal é RECALQUE!"

Em todo fim de relacionamento que se preze, sair ressentido não é uma opção, mas sim um acessório do pacote. É aquilo: toda a relação acumula roupa suja o suficiente para transformar o pós-término numa verdadeira lavanderia. Sendo assim, sentir-se ofendido ou indignado com algo que a relação a dois oferece, é mais trivial do que pipoca no cinema. Claro, tem horas em que o relacionamento anda mais por baixo do que tetas de cadela prenha, e qualquer "corno" ou "vadia" viram elogios edificantes.

Porém, mesmo que a situação nunca tenha chegado às vias das farpas verbais e das passagens de ida sem volta aos nossos orifícios retais, com o fim, ainda existirá um sentimento estranho, incomodo como uma unha encravada e azedo como leite talhado. Nessa hora, todo o cuidado é pouco. Podemos fingir que não estamos sentindo nada, deixar essa sensação ir adormecendo e ficarmos mesmo no nível "putodacara" da vida. Ou então, podemos dar vazão a esse sentimento agonizante, e deixar que o lado negro e obscuro que existe em nós tome conta. Estamos falando de liberarmos um veneno dentro de nossas próprias veias, e de abrirmos alas para o carro-chefe de toda negatividade:
o recalque.

Em outra crônica falei de como podemos
encarar o fim, e ao tratarmos de recalque a questão recai, porém, sobre a forma de como processamos o final de um relacionamento. Para um recalcado, a relação nunca chega ao ponto final, pois ele fica ainda contando as exclamações, interrogações e reticências. Particularmente, não conheço ofensa maior do que chamar uma pessoa de recalcada. Outros insultos viram primários e até infantis, diante do peso moral de sentir a frustração, o ódio e a inveja alheia como um escudo para nossa incapacidade de progresso. Acusar alguém de recalcado é algo realmente perverso. Não é um insulto qualquer, como "broxa", "otário" ou "emo". Dizer: "teu mal é RECALQUE!", é quase uma maldição, é como esfregar fezes quentes de cachorro na cara de alguém. Não é só expor um defeito do outro, é praticamente um convite ao esgoto emocional dessa criatura.

Titio
Sigmund Freud explica que o recalque é um problema decorrente da falta de aceitação da pessoa sobre um fato, no caso, um fim. É um trauma que a pessoa guarda no seu inconsciente, que serve como uma autopunição na repressão de seus desejos. Ok, mesmo que vocês não tenham entendido bulhufas desse blá-blá-blá psicanalítico, fica a dica que ao se tratar do recalque de alguém, a coisa é mais feia do que um transplante de rosto. Aliás, convencer um recalcado de que ele está errado sobre algo, é o mesmo que um trabalho de parto dentro de um fusca no escuro.

Um recalcado é acima de tudo, um ser patologicamente teimoso e insistente, alguém que fica batendo na mesma tecla e se nega a seguir em frente. É como se a vida da pessoa virasse uma prisão de ventre, na qual nenhum Lactopurga ou Activia pudesse dar jeito. Claro, não é novidade nenhuma que o fim de um relacionamento é dose, e realmente pode nos deixar sem rumo e tal, mas tudo é a questão do nosso foco sobre o problema. Nesse processo de elaboração do "acabou, não dá mais", ficar "putodacara" é compreensível, e até mesmo aceitável em certo casos. No entanto, recalcar-se, é o mesmo que colar um rótulo de "decadência" na testa. É praticamente assinar um atestado de óbito para nossa dignidade.

O irônico é que um recalcado nunca assume seu recalque! Tio Freud explica que isso é uma defesa do nosso subconsciente, mas não é preciso entrar nas viagens do fundador da psicanálise para se entender a mentalidade de um recalcado. Tudo gira sempre em torno do amor ressentido. Distinguir uma pessoa "putadacara" de uma recalcada é algo relativamente simples. Por mais que o assunto seja o mesmo, são notáveis suas diferenças no modo como expõem seus cotovelos doloridos. Vejam os exemplos: (nota do Sr. Apêndice: as situações e a linguagem podem variar de acordo com os sexos, mas tentei fazer os diálogos bem generalizados)


"Putadacara":
Quando namorávamos, eu fiz o que pude para manter a relação. Não deu certo, foda-se! Mais uma cerveja, por favor...
Recalcada:
Eu fiz de tudo para salvar a relação, e ele(a) não se importou! Por quê? Como assim só penso em mim!!!??? Vai se fuder! E me dá o telefone que eu vou ligar e discutir isso agora...

"Putadacara":
Ahh... ele(a) já tá caindo na night, e já tá armando esquemão... Tudo bem, foda-se, hoje eu pego qualquer um(a) só pra dar nos dedos dele(a) e não ficar pra trás!
Recalcada: COMO ASSIM, ELE(A) VAI FICAR COM OUTRO(A)??? QUEM É ESSE(A) FDP???!!! DEVE SER UM(A) BAITA ESCROTO(A) IGUAL A ELE(A)!!! EU DE CARA? POR MIM QUE SE EXPLODAM, EU NÃO TÔ NEM AÍ... (procurando a navalha e o celular para mandar uma mensagem...)

"Putadacara":
E aí, vamos sair hoje? Sei lá pra onde, o importante é sair e tomar um trago...
Recalcada:
Vi no Twitter e no Orkut do Fulano(a) que eles vão sair e vão aprontar algo! Nós vamos atrás dele(a), e vamos ficar de olho! FDP!!! Ainda posta no Twitter o que vai fazer! Bem tipo daquele(a) ordinário(a)!


"Putadacara": Sim, vi com quem ele(a) anda ficando. O que eu posso dizer? Se ele(a) quer baixar o nível, o problema é dele(a). Claro que tô de cara, mas na boa, foda-se, sou mais eu. E vamos beber...
Recalcada:
TU VIU COM QUEM ELE(A) ANDA FICANDO???!!! UM(A) BAITA PUTO(A), CHINELO(A), VAGABUNDO(A) DIZEM QUE ATÉ AIDS TEM... BAGACEIRO(A), CRETINO(A) É BEM A CARA DELE(A) PEGAR ESSE TIPO DE GENTE!!! EU QUERO MAIS É QUE ELES CASEM, SE CONTAMINEM E MORRAM!!! MORRAM PORQUE EU NÃO TO NEM AÍ!!! NEM AÍ, SEUS MERDAS!!! FODAM-SE OS DOIS, EU TÔ BEM MELHOR!!! HAHAHAHAHA... (riso forçado seguido de choro e/ou ataque de raiva)

"Putadacara": Sexo tá me fazendo uma falta danada...
Recalcada: Na cama a criatura era um desastre. Totalmente broxante. Era um(a) pateta, sem pegada nenhuma, mal sabia fazer um papai-mamãe! Bem, pelo menos trepei o suficiente com ele(a) a ponto de não ter mais nada o que fazer. Quem vier agora vai ter que se contentar com os restos que EU deixei...

Notem que estar "putodacara" não deixa de ser uma forma "suave" de recalque. Só que o "putodacara" não fica resmungando
incessantemente sobre uma relação terminada. No caso dele, a indignação é mais forte que a frustração, então tudo é uma questão de "tocar o foda-se". No caso do recalque, a ficha pode demorar a cair. Ver o outro numa melhor, e depender disso para torturar-se é deprimente. Ah sim, esqueci de dizer, mas o recalque tem funções masoquistas. Além disso, internamente, as roupas sujas da mágoa, do ódio e da inveja podem demorar tempos para serem bem enxaguadas na lavanderia da aceitação.

E não pense que você aí, não tem uma gota de recalque dentro de si. Isso mesmo, o recalque é algo que existe em todos nós, já dizia nosso, agora mais íntimo, titio Freud. E não adianta fugir disso. Ah, você aceita tudo numa boa, não sente nada quando enfrenta o fim? Aham, você só pode ser um monge budista ou um robô. Ou um banana. Ademais, ao se tratar de um recalcado espere pelos maiores absurdos.

Pois como se não bastasse, o recalcado, além de lidar com sua dor da forma mais negativa possível, ainda arranja tempo para criar situações dignas de um circo mambembe. Já vi pessoas que em nome de seu ressentimento, fizeram coisas tão enfadonhas que deixariam os abobados do Zorra Total com vergonha. Trotes para o(a) ex no meio da madrugada, ameaças de morte, porres homéricos com direito a fiascos em lugares públicos, confissões sexuais em comunidades no Orkut, fotos do tipo "caiu na net" espalhadas por sites pornográficos, etc. Mas o "melhor", são os casos de recalcados que roubam roupas íntimas do(a) ex e levam para um terreiro, a fim de fazerem macumba, pedindo para que "Exu Não-Sei-Das-Quantas" traga a pessoa de volta (ou a destrua de vez!). O detalhe que eu não sei, é se essa cueca ou calcinha, tem que estar limpa ou suja... Bem, depende da tara do Pai de Santo. Há também um bando de malucos, que pegam fios de cabelo do(a) ex para fazerem bonequinhos de vudu. Sim, eu disse isso mesmo: bonequinhos de vudu! (Esse assunto ainda irá me render uma outra crônica no futuro...)

No mais, não tem jeito mesmo. Melhor ficarmos "putosdacara" com a condição humana, e fingirmos que conhecemos bem nosso inconsciente a ponto de nunca nos surpreendermos com ele. Pois se no amor tudo é possível, imaginem o amor recalcado? Deus nos dê forças! E apesar de vermos o seres humanos agindo feito loucos, de maneiras
que nem mesmo titio Freud explica, o verdadeiro mal dessa história toda, na realidade, não é o recalque. É o amor.

21 comentários:

  1. Aliás, convencer um recalcado de que ele está errado sobre algo, é o mesmo que um trabalho de parto dentro de um fusca no escuro."

    "Isso mesmo, o recalque é algo que existe em todos nós, já dizia nosso, agora mais íntimo, titio Freud."
    Duas grandes verdades!

    "o verdadeiro mal dessa história toda, na realidade, não é o recalque. É o amor."
    Bah, frase final muito massa mesmo!

    Mais uma vez muito boa a crônica, Grego! Parabéns!

    Ah, adorei as pequnenas diferenças entre o putodacara e o recalcado! Detalhe que o 'putodacara' quase sempre termina na bebida! hehe

    ResponderExcluir
  2. Amor... nem titio Freud explicaria mesmo. Cada um sentende uma maneira! Aliás, será que existe o amor? Não haveriam apenas provas de amor?
    Sabe aquela coisa de que a natureza não deixa de existir, ela apenas se transforma? Acredito que o amor é o ápice de um sentimento que desenvolvemos por outrem. O sentimento não termina, ele se modifica. Esse "corredor" entre os níveis de sentimento também se estabelece entre o Recalque e o putodacara.
    Palavra chave: intensidade!

    ResponderExcluir
  3. Quanto a ter que aturar um Recalcado... acho que nunca aturei. Meus ouvidos são seletivos hehehe tudo que é infundado não permanece na minha mente!
    Entretanto, reconheço que sou um pouco masoquista, de ter que assistir vários momentos indigestos pra entender um "não te quero mais meeeesmo", mas não fico enxendo o saco do ex lavando roupa suja! Há males que vem para o bem, ora bolas!

    ResponderExcluir
  4. Titio Freud, posso mandar meus ex's pastarem longe sem ser uma recalcada? Hihihihii!!!! XD

    adorei esse texto também! Mais uma vez, temos o lado malvado e poetico do Gregg arrasando corações e apêndices!

    Sou fã do Sr. Apêndice e não entro mais na net sem dar uma lida! Beijão

    ResponderExcluir
  5. que texto mais... recalcado!
    hahahahahahaha
    capaz, ta muito massa mesmo
    pelo q eu li, não sou recalcada! ufaaaaaa!!!

    parabéns pelo blog, greg ;)

    ResponderExcluir
  6. "Além disso, internamente, as roupas sujas da mágoa, do ódio e da inveja podem demorar tempos para serem bem enxaguadas na lavanderia da aceitação."

    Nossa que profundo. Demais esse texto! Beijos querido :)

    ResponderExcluir
  7. ´gostei muito do blog

    ResponderExcluir
  8. "No mais, não tem jeito mesmo. Melhor ficarmos "putosdacara" com a condição humana, e fingirmos que conhecemos bem nosso inconsciente a ponto de nunca nos surpreendermos com ele. Pois se no amor tudo é possível, imaginem o amor recalcado? Deus nos dê forças! E apesar de vermos o seres humanos, agindo feito loucos, de maneiras que nem mesmo titio Freud explica, o verdadeiro mal dessa história toda, na realidade, não é o recalque. É o amor."

    Que lição de moral hahahahaha!!! Senti que esse foi teu texto mais polemico, e deve ta fazendo muita gente pensar... Muito bom! Bjo :)

    ResponderExcluir
  9. UHIAJEHAUIEJAHEIJ! Ótimo texto! É brabo lidar com o recalque, tanto quando nós alimentamos esse sentimento, quanto quando temos que lidar com o descontrole de uma pessoa recalcada.
    Tua ironia e bom humor para lidar com esses assuntos são o que torna teus textos tão interessantes! Beijo

    ResponderExcluir
  10. Obrigado mesmo ao pessoal que sempre comenta por aqui. Infinito meu apreço por vocês! O Sr. Apêndice agradece! :D

    Vamos aos comentários:

    - Isabella Maciel Heemann: Isa, obrigado mesmo pela leitura. E sim, acho que pro "Putodacara" tudo tende a terminar mais em álcool do que para o Recalcado, em virtude da aceitação das coisas,hehehe.. Beijão HE

    - greicyps: Se nem Freud explica esse monte de coisa do amor, o jeito e ficarmos na nossa mesmo, hehehe... Mas claro, impossível, já que vivemos em volta desse sentimento! E concordo que ele nunca termina, e sempre se modifica. Quanto a aguentar um recalcado, é fogo! É dose mesmo! Mas o mais importante, é que esse recalcado não seja nós, hahahha.. Beijão e valeu pelos comentários :D

    - Luciana Mello: Olha, tenho que concordar contigo! também acho que é o meu texto mais polêmico, cheio de coisas malvadas, hahaha... Obrigado mesmo pela leitura e pelo carinho! Beijos :D

    - Camila *: Ah, sim! Essa é a moral do texto: ser recalcado, hahahaha... Beijos e muito obrigado por comentar!

    - Laila: Valeu Lailinha! És muito querida também! Obrigado pelos comentários e apoio ao blog! Beijão

    ResponderExcluir
  11. - Anônimo: Obrigado mesmo!

    - Dani: Lição de moral não é bem minha ideia, mas se for o caso, vale até para mim! Hahahahaha... Obrigado pelos comentários e pelas leituras Dani! Beijos ;)

    - Giovanna I.: Recalque é ruim de qualquer jeito Geminiana, seja em nós ou nos outros. Claro, "pimenta nos olhos alheios, é colírio", hehehe... Obrigado mesmo pela leitura de sempre, e pelos comentários sempre construtivos! Beijos :D

    ResponderExcluir
  12. Tenho minha parcela de recalcado, puto da cara e hoje ando mais para monge budista. Me dou bem com minhas "ex" todas, mas, por uma questão de respeito, mantenho pouco contato. Normalmente, sempre foi tudo numa boa.

    Talvez o recalque seja impossível porque normalmente o fim vem de sobressalto.

    Digo, talvez as condições se inscrevam numa linha temporal. Mas a ação, a quebra propriamente dita, é uma irrupção. O fim parece ser sempre um fim prematuro.

    Ótima crônica.

    abs,
    guilherme

    ResponderExcluir
  13. well...como não tenho "ex" não sei o quão difícil é lidar com isso ao fim de um relacionamento. Mas acho que em qualquer tipo de relacionamento, mesmo que de curto prazo, haja um certo recalque.. Nós seres humanos somos bichinhos altamente egoístas e achamos que a pessoa ao lado só consegue ser feliz...ao nosso lado. Quando percebemos que isso não é verdadeiro, deixamos o recalque de lado e seguimos ao "puto da cara", onde vamos beber e filosofar o quão injusta a vida pode ser (e aparentemente ela sempre é)
    (:

    ResponderExcluir
  14. - G. Tortelli: Hei, que bom que você está conseguindo ir para o lado mais zen das coisas! Isso faria a diferença no mundo dos relacionamentos, se todo mundo deixasse o lado putodacara ou recalcado esfriar. Mas é complicado mesmo. Concordo contigo que a grande causa, pode ser pelo "fim parecer ser sempre um fim prematuro." Obrigado por mais esse excelente comentário! Abraço

    - Pricilla Farina Soares: Não ter "ex" é um luxo raro nos dias de hoje, pena que o recalque realmente não seja algo assim... Sim, concordo plenamente, "somos bichinhos altamente egoístas e achamos que a pessoa ao lado só consegue ser feliz ao nosso lado", por isso é que nos encrencamos tanto nessa história de relacionamentos... É, o que nos resta mesmo é beber e filosofar, hahahaha... Obrigado pelo comentário e pela leitura Pri, beijos

    ResponderExcluir
  15. "Aliás, convencer um recalcado de que ele está errado sobre algo, é o mesmo que um trabalho de parto dentro de um fusca no escuro."

    Titio Gregory sempre mto criativo! uheuaheiu
    beijo

    ResponderExcluir
  16. Porque o puto da cara sempre tem que beber?
    Faça sua escolha, recalcado incompreensível ou Alcoólatra inconsequente kk

    ResponderExcluir
  17. LEIA SOZINHO porque
    no passado eu também
    não acreditava que ia dar
    certo, mas? funciona
    mesmo!!! Entrei neste site
    e fiz esta prece. Fiz para
    ver se ia dar certo e deu,
    assim que acabei meu
    amor ligou. A pessoa que
    eu copiei também não
    acreditava mas para ela
    também funcionou!
    AGORA VEREMOS? Diga
    para você mesmo o nome
    do único rapaz ou moça
    com quem você gostaria
    de estar (três vezes)?
    Pense em algo que
    queira realizar na próxima
    semana e repita para
    você mesmo (seis vezes).
    Se você tem um desejo,
    repita-o para você
    mesmo (Venha cá ANJO
    DE LUZ eu te INVOCO
    para que Desenterre AA
    de onde estiver ou com
    quem estiver e faça ele
    ME telefonar ainda hoje,
    Apaixonado e
    Arrependido, desenterre
    tudo que esta impedindo
    que AA venha para MIM
    l, afaste todas aquelas
    que tem contribuído para
    o nosso afastamento e
    que ele jnc não pense
    mais nas outras? mas
    somente em MIM. Que
    ele ME telefone e ME
    AME. Agradeço por este
    seu misterioso poder que
    sempre dá certo.
    Amém?). Publique esta
    simpatia por três vezesSó
    mesmo esta simpatia,
    quero compartilhar com
    você a minha alegria e
    mostrar que se para mim
    deu certo para você
    também dará basta copiar
    e colar por três vezes em
    inforum diferente esta
    simpatia abaixo e logo
    em 48hs você terá uma
    linda surpresa, beijos
    Ainda esta noite de
    madrugada o TEU amor
    dará conta de que TE
    ama, algo assim
    acontecerá entre 1 e 4
    horas da manhã esteja
    preparada para o maior
    choque de sua vida! Se
    romper esta corrente terá
    má sorte no amor

    ResponderExcluir
  18. Na verdade o verdadeiro mal não é o amor,mas a falta dele,falta de amor próprio.

    ResponderExcluir

Fala que o Sr. Apêndice te escuta...